Arquivo de janeiro, 2010


É isso mesmo, podem acreditar. A designer chinesa Daizi Zheng acaba de inventar um aparelho que não usa bateria de lítio, e pode ser carregada com suco ou refrigerante.
A biobateria foi criada após Daizi ter recebido o convite da Nokia para criar um celular com baixo impacto ambiental. O melhor de tudo, é que esse tipo de bateria pode funcionar por um período de tempo de três a quatro vezes maior que uma convencional.
Confira as imagens em:
http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/1,,EMI115009-16382,00.html

Anúncios

Foto: Divulgação/9mm Special Effects/Kevin Carter

Kevin Carter, é especialista em efeitos especiais e nos últimos anos criou lentes de contato bizarras para filmes de Hollywood. O americano é um grande fã de filmes de terror e recentemente decidiu disponibilizar algumas de suas criações para serem adquiridas pela internet.
Cada par de lentes chega a valer R$1,4 mil. Alguém se aventura a andar com esses olhos excêntricos por aí?

A agência CURB, localizada na Inglaterra, é famosa por criar campanhas publicitárias utilizando meios naturais. Recentemente, ela acabar de lançar sua última ferramenta ecologicamente correta.
O Glowfungi, ou Discofungi, é uma inovação que utiliza uma bactéria que brilha no escuro. Por ser uma inofensiva reação natural da bactéria, não exige o uso de nenhum químico, e seu efeito luminoso pode durar até uma semana.
A técnica de aplicação nas peças, consiste na colocação das bactérias em placas petri ou em um gel que pode ser usado em qualquer superfície. A empresa inclusive, aproveitou a descoberta para desejar boas festas para seus clientes, enviando-os placas variadas com desenhos e motivos natalinos.
O melhor de tudo é que o trabalho é inofensivo, natural e não agride o meio ambiente.

Esse fenômeno que também é chamado de Fogo tolo ou, no interior do Brasil, Fogo corredor ou João-galafoice, é uma luz azulada que pode ser avistada em cemitérios, pântanos e brejos. Ela é produzida pelas emanações de fossina (hidrogênio fosforado), um gás altamente inflamável, resultante da decomposição de matéria orgânica que reage com o oxigênio do ar.
O sinal costuma acontecer em lugares onde há matéria orgânica em decomposição. Muitos que veem a chama tendem a evacuar o local rapidamente, o que, devido ao deslocamento do ar, faz com que o fogo fátuo mova-se na mesma direção da pessoa. Tal fato leva muitos a acreditar que o fenômeno se trata de um evento sobrenatural. É possível que aí esteja a explicação para a lenda do boitatá, uma cobra-de-fogo que anda solta pelos campos à noite, assustando as pessoas.