Arquivo de agosto, 2010

Pensando sobre o que postar aqui para não deixar o mês passar em branco recorri aos “meus guardados”… mensagens, textos, imagens e videos que venho acumulando ao longo dos anos. Acabei encontrando esse guia muito legal, que sem exagero, já guardo há quase uma década, pois, quem é fã do gênero, vai perceber que essas dicas são muito úteis!!! Rsrsrsrs…
Segue abaixo alguns conselhos práticos para você sobreviver ao mundos dos filmes de horror:

Se você descobrir que a casa onde você mora foi construída sobre um cemitério, ou uma igreja onde aconteceram assassinatos múltiplos, ou onde malucos cometeram suicídio coletivo em favor de seitas ainda mais malucas, ou no local onde se praticavam rituais satânicos e necrofilia; não procure tirar a história a limpo, mude-se imediatamente.

Se sua casa possui um porão, não vá fuçá-lo, principalmente se estiver faltando luz.

Nunca entre num quarto sem antes verificar atrás da porta. Geralmente é lá ou escondido no armário, que se encontra o perigo.

Se o seu filho falar com você em latim ou em uma língua que você não conhece, ou se falar com uma voz grossa que não é a característica dele, não pense duas vezes: atire para matar. Você estará a salvo de uma série de problemas, mas é bom estar preparado, pois, matá-lo não vai ser fácil.

Nunca vá visitar cemitérios após a meia-noite, e se for, não fique parado ao lado, de costas, na frente ou atrás de nenhuma tumba ou cripta.

Nunca leia em voz alta livros sobre demonismo e possessão, nem de brincadeira.

Se ganhar um quebra cabeça em forma de cubo mágico, não procure desvendá-lo.

Se escutar um barulho estranho e encontrar apenas um gato, fuja imediatamente. Este conselho vale uma vida.

Quando matar um serial killer ou monstro, nunca encoste nele para verificar se ele realmente está morto.

Não toque em nada que pertenceu a um morto.

Nunca faça experiências com códigos DNA, ao não ser que você saiba o que está fazendo.

Nunca escute durante a noite, trilhas sonoras que possuam violinos e violoncelos como instrumentos.

Se ao viajar você deparar-se com uma cidade aparentemente deserta, saia imediatamente.

Fique longe de certas localizações geográficas como: Transilvânia, Elm Street, Amityville, Santa Clara, Santa Mira, Crystal Lake, Nilbog (Deus te ajude se você conhece este último), o Triângulo das Bermudas, ou qualquer cidadezinha localizada no Maine.

Ao conhecer novas cidades, procure acreditar em todas as crenças e mitos locais.

Se o seu carro tiver problemas na estrada, não vá procurar um local perto para telefonar. Se o carro quebrar perto de uma velha mansão ou um castelo numa montanha, não vá em busca de abrigo; fique no carro.

Fique longe de estranhos que estiverem manipulando serras elétricas, machados, escopetas, cortadores de grama, arpões, facas afiadas… até mesmo na vida real.

Na companhia de amigos, nunca saia sozinho para buscar algo na geladeira e diga: “Eu volto já”. Você provavelmente nunca mais verá seus amigos novamente.

Se seus amigos começam a mostrar hábitos estranhos, como uma grande fascinação (e adoração) por sangue, fraturas expostas, cheiro de decomposição de cadáveres e ferimentos; procure ficar longe deles o mais depressa possível.

Nunca deixe em sua cozinha, facas e materiais pérfuro-cortantes ao fácil alcance.

Se você é mulher, nunca tome banhos demorados.

Se você é chegado a malhação, muito cuidado! O metido a fortão é sempre uma das primeiras vítimas, assim como, a primeira mulher a se despir.

P.S.: Infelizmente, não sei quem é o autor. Se alguém souber, me avisa para eu colocar os créditos aqui.

Anúncios